Você está na:    Página InicialCursosExtensão UniversitáriaCurso de Dry Needling
Escrito por Administrador
Data de publicação Acessos: 1063
Imprimir

IEESCurso de Dry Needling 

Goiânia GO - 17 a 19 de agosto

Teresina PI - 24 a 26 de Agosto

 

Curso de Dry Needling guiado por ultrassonografia

IEES

 

Objetivos do curso:

Embasamento no tipo de material usado na técnica de Dry Needling assim como na diferenciação e escolha de diferentes tipos de agulha,

Capacitar o aluno no manuseio do agulhamento a seco no tratamento dos trigger points e pontos de tensão, assim como espasmos musculares locais,

Ensinar ao aluno a atuar na prática do agulhamento seco para tratamento de pontos-gatilho. miofasciais, bem como estados de tensão e espasmos musculares, pelas três técnicas (superficial, profundo e twich)

Correlacionar a utilização da técnica com o raciocínio clínico, enfatizando a sua visão neurofisiológica,

Correlacionar o tratamento vertebral e muscular com técnicas para tecidos moles (energia muscular, liberação muscular profunda, etc) para combinação com a técnica de dry needling.

Abordagem de casos clínicos com resolução específica da técnica.

 

  Data / Horário / Local

Goiânia GO - 17 a 19 de agosto

Teresina PI - 24 a 26 de Agosto

 

  Investimento

Tx de Insc. 50,00

R$ 900,00 à vista 

R$ 1.200,00 parcelado (cheque ou cartão)

 Docente:

 Dr. Wallace Stefanini

 

Conteúdo Programático

Histórico e atualidade do Dry Needling

Reconhecimento dos tipos de agulha

Técnicas de inserção

Identificação de possíveis reações adversas (mal estar, sangramento, dor, etc)

Conceitos da Dor musculo-esqulética;

Sindrome Miofascial: abordagem fisioterápica pelo agulhamento a seco

Ponto gatilho: mapeamento, sintomas e abordagem terapêutica nos principais pontos

Raciocínio clínico da aplicabilidade do Dry Needling na Fisioterapia

Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura x agulhamento a seco;

Evidências Científicas Ocidental (Dry Needling);

Práticas de agulhamento a seco:

Crânio

Abordagem terapêutica nas Disfunções temporomandibulares (DTM)

Técnica dinâmica para liberação de aderência tendínea:

Tendão calcâneo

Tendão extensor e abdutor do polegar (tendinopatia de Quervain)

Fascia plantar (técnica transversal)

Liberação d ADM para posterior de coxa e panturrilha

Coluna vertebral

Cervical,

Toracica,

Lombar,

Trapézio superior,

ECOM

Escaleno

Rombóides

Infra-espinhoso

Peitoral

Deltóides

Biceps Braquial

Antebraço

Quadriceps

Posterior de coxa

Triceps sural

Fascia plantar

Joelho

Tendão patelar

Entre outros

 

 

*o IEES reserva-se ao direito de transferir a data do curso ou cancelar o mesmo caso não haja o número mínimo de alunos.